Escolha uma Página

Abrir empresa no exterior é um passo importante na internacionalização dos negócios. Saiba como funciona o processo

Abrir empresa no exterior é um passo importante na internacionalização dos negócios, mas ainda não é uma tarefa simples, pois envolve uma série de adequações legais, contratuais e tributárias. O processo pode ser longo e burocrático e o ideal é contar com o suporte de uma assessoria jurídica.

Passos para abrir uma empresa no exterior

O primeiro passo para abrir uma empresa ou mesmo uma filial em outro país, é verificar se o CNPJ da empresa tem condições para internacionalizar sua operação.

Em alguns casos, é preciso fazer mudanças em seu regime tributário para que possa ter maior eficiência ao operar fora do Brasil.

Feito isso, o próximo passo é realizar uma pesquisa de mercado, afim de analisar a viabilidade do negócio no país escolhido.

“Cada local tem regras e custos específicos para regulação, então é preciso estudar a legislação para o ramo de atividade e se adequar às exigências”, explica a advogada especialista em Direito Internacional, Anna Bastos.

Responsabilidades

Ao abrir empresa no exterior, a empresa precisa ficar atenta às suas responsabilidades junto às instituições brasileiras pois deve-se observar a declaração e o pagamento de tributos no Brasil referente às operações internacionais.

Nesse mesmo sentido, é preciso conhecer e cumprir com as exigências da Receita Federal e do Banco Central do Brasil.

Em alguns países da Europa e nos Estados Unidos, por exemplo, é possível fazer boa parte do processo de legalização da empresa pela internet, o que deixa os preços mais acessíveis.

Pesquisar os indicadores

Independente do país em que se busque abrir uma empresa no exterior ou criar uma filial, recomenda-se pesquisar os indicadores. O principal ranking para analisar a facilidade de se realizar negócios em um país é o do Banco Mundial, onde 190 economias são classificadas.

Essa classificação leva em conta indicadores de abertura de empresas, obtenção de alvarás, registro de propriedades, obtenção de crédito, proteção dos investidores minoritários, pagamento de impostos, comércio entre fronteiras, execução de contratos e resolução de insolvência.

Vantagens de abrir empresa no exterior

A principal vantagem da internacionalização é a expansão do negócio e o aumento do faturamento.

As empresas têm ganhos no aumento da produtividade, redução da dependência do mercado interno e maior lucro em épocas de crise, além do fortalecimento da imagem da empresa, que alcança outro patamar em relação aos concorrentes quando se torna internacional.

Pretende iniciar o processo de abertura da sua empresa no exterior? Entre em contato e saiba como podemos auxiliar a abrir empresa no exterior.

Veja mais notícias sobre Direito Empresarial, Societário, Internacional e Compliance

Acompanhe Anna Bastos também no Instagram